Submarino "Delfim" da Marinha Portuguesa do Bugio a Sesimbra


Portugal, Lisboa-Sesimbra
Década de 1980

Submarino NRP "Delfim" (S166), da 4.ª Esquadrilha de Submarinos da Marinha Portuguesa, na década de 1980, larga da Base Naval de Lisboa (BNL), passa junto ao Forte de São Lourenço do Bugio e prossegue, em contexto de exercícios de treino, para uma acção de desembarque de militares, com recurso a embarcações pneumáticas, sobre a Praia de Sesimbra (a cerca de 40 milhas náuticas da BNL).
Parte da classe "Albacora", o "Delfim", ao serviço de 1 Outubro de 1969 até Dezembro de 2005, deslocava 869 toneladas à superfície e 1 043 toneladas imerso, com 57,7 metros de comprimento e uma boca de 6,7 metros. Capaz de uma profundidade operacional de 300 metros (e de 575 metros em colapso), alcança uma velocidade máxima submerso de 16 nós, 12,5 nós à superfície e 7,5 nós com "snorkel". Com uma autonomia de 9 430 milhas, contava com uma guarnição de 56 elementos (7 oficiais, 17 sargentos e 32 praças). Armado com 12 tubos lança-torpedos ECAN-L3 de 550mm (8 na proa e 4 na popa) com torpedos ECAN L3 e ECAN E14 (capazes de velocidade de 25 nós e um alcance de 5,5 km).
No dia 25 de Maio de 1978, ao largo do cabo Espichel, o NRP "Delfim" realizou uma imersão de 200 metros durante algumas horas, transportando a bordo o então Primeiro-Ministro, do II Governo Constitucional, Mário Soares e o Ministro da Defesa Nacional, Mário Firmino Miguel.
A classe "Albacora" da Marinha Portuguesa contou com 4 submarinos: NRP "Albacora" (S163), NRP "Barracuda" (S164), NRP "Cachalote" (N165) e NRP "Delfim" (S166).




Vídeo via Arquivo da Defesa Nacional (PT/ADN/AV-VIDEO/UMT/0114)
Editado por "Espada & Escudo"

Comentários

Mensagens populares deste blogue

SUBMARINO ESPANHOL DISPARA TORPEDOS DE ENSAIO

"DRONE" DE FABRICO PORTUGUÊS NA UCRÂNIA

Formação de 6 navios da Marinha da Federação Russa acompanhados por meios aeronavais da Marinha e Força Aérea Portuguesas