Fuzileiros portugueses em exercício em rio no Sudeste da Lituânia


Rio Nemunas, Lituânia
21 a 26 Abril de 2024

Militares do Corpo de Fuzileiros da Marinha Portuguesa e da Brigada "Žemaitija" das Forças Armadas da Lituânia, em embarcações pneumáticas sobre o Rio Nemunas, no decurso do exercício internacional "Brave Griffin" ("Narsus Grifonas"), no Sudeste da Lituânia, de 21 a 26 Abril de 2024. O Rio Nemunas, o maior da Lituânia, nasce na Bielorrússia e desagua na Lagoa da Curlândia ("Kuršių marios"), formando, a Oeste, parte da fronteira lituana com o Norte de Kaliningrad, Federação Russa.

O fuzileiro português, à esquerda na foto, está armado com espingarda automática Heckler & Koch G3, em calibre 7.62×51mm NATO, modernizada, desde 2019, com aplicação de "kit" de "upgrade" do preparador sueco SPUHR (apoiada sobre a sua perna direita); o militar lituano, à direita na foto, segura na sua mão direita, uma espingarda automática Heckler & Koch G36, em calibre 5.56×45mm NATO (a plataforma padrão do Exército da Lituânia).

Envolvendo 1 500 militares, com a participação de forças lituanas, portuguesas, polacas e norte-americanas, o exercício decorreu de 21 a 26 de Abril de 2024 na região de Druskininkai, Alytus, Lazdijai e Varėn, que fazem fronteira, a Sudeste, com a Bielorrússia, e, a Oeste, com Kaliningrad, Federação Russa. Este exercício enquadra-se no âmbito mais alargado do exercício "Steadfast Defender" da NATO.

Comandada pelo Capitão-tenente Fuzileiro Nuno Filipe Branco Correia Marques, a Força de Fuzileiros (FFZ LTU 24) aqui presente é composta por 146 militares, compreendendo também militares do Destacamento de Ações Especiais (DAE) e Mergulhadores de Combate, pertencentes ao Destacamento de Mergulhadores Sapadores N.º 1 (DMS1), partiram de Lisboa a 4 de Abril de 2024. A participação da Força de Fuzileiros na Lituânia decorre, em rotação, desde 2018, no âmbito das "Assurance Measures" da NATO.

Esta força está preparada em linha com o conceito “Light and Fast” (lit. "Ligeira e Rápida"), que visa projectar forças anfíbias ligeiras em acções distribuídas do mar para terra, de forma flexível, com elevada mobilidade e poder de fogo. Compreende capacidade de Projecção, de Operações Especiais e de Inactivação de Engenhos Explosivos.

Foto via Forças Armadas da Lituânia

Comentários

Mensagens populares deste blogue

SUBMARINO ESPANHOL DISPARA TORPEDOS DE ENSAIO

"DRONE" DE FABRICO PORTUGUÊS NA UCRÂNIA

Formação de 6 navios da Marinha da Federação Russa acompanhados por meios aeronavais da Marinha e Força Aérea Portuguesas