Projécteis e cargas de propelente para obus auto-propulsionado M109 de 155mm na linha da frente da Ucrânia


Zaporizhzhia, Ucrânia
3 de Abril de 2024

Militares ucranianos preparam projécteis e cargas de propelente para re-municiamento de um obus auto-propulsionado M109 (à esquerda na foto), próximo da linha da frente na região de Zaporizhzhia ("Запоріжжя"), Ucrânia, a 3 de Abril de 2024. O M109 pode transportar 35 munições no interior do seu chassis.

Nas mãos do militar ucraniano, à direita na foto, temos um projéctil de 155mm, de alto-explosivo de fragmentação, M107 (com carga suplementar). Tem um massa de 43,2 kg, contendo 8,6 kg de alto-explosivo (TNT), e, disparado pela peça original M126/M126A1 (L/23) do M109, pode ser projectado, com carga de propelente M4A2/7 (vulgo "white bags"), até 14,6 km. Se usado num M109 com peça de maior comprimento (L/39), como a M185 ou a M284 (como será aqui o caso), pode alcançar uma projecção até 18 ou 22 km.

Ao centro da foto, os cilindros de menor diâmetro (D540), metálicos, transportam as cargas de propelente (M3A1, vulgo "green bags"), correspondendo a material de origem norte-americana; os cilindros de maior diâmetro, em plástico, destinam-se também ao transporte das cargas de propelente.

Nas caixas de madeira, ao lado do militar ucraniano que segura o projéctil, podemos observar, de cor amarela, as protecções com elemento anelar de transporte que, colocadas originalmente no topo dos projecteis, são retiradas (e ali depositadas) para permitir a colocação da espoleta. As caixas de madeira corresponderam, por sua vez, ao meio do anterior armazenamento e transporte das espoletas.

Foto via Reuters 

Comentários

Mensagens populares deste blogue

SUBMARINO ESPANHOL DISPARA TORPEDOS DE ENSAIO

"DRONE" DE FABRICO PORTUGUÊS NA UCRÂNIA

Formação de 6 navios da Marinha da Federação Russa acompanhados por meios aeronavais da Marinha e Força Aérea Portuguesas