"Buffalo" da Força Aérea do Brasil a operar em pista de terra e gravilha


Fazenda Jarinã, Mato-Grosso, Brasil 
17 de Outubro de 2007

Aeronave De Havilland Canada DHC-5 "Buffalo" (2362) do 1º/9º Grupo de Aviação (1/9 GAV) - Esquadrão Arara da Força Aérea Brasileira (FAB), a aterrar a 17 de Outubro de 2007 na Fazenda Jarinã (ICAO: SJDM), Mato-Grosso, Brasil, no decurso das operações logísticas em torno da queda do Voo 1907, a 29 de Setembro de 2006, onde um Boeing 737-800 da GOL, com 148 passageiros e 6 tripulantes, se despenhou, sem sobreviventes, após colisão em voo com um Embraer Legacy 600, operado pela ExcelAire.

A FAB instalou uma base operacional na Fazenda Jarinã ( geo-referenciação -10.325278, -53.585833 , -ref. https://maps.app.goo.gl/3XuxBZQuQASyrhmQA ) a 155 km a Leste de Peixoto de Azevedo, no norte de Mato Grosso, e a 30 km a Sudoeste do local da queda do Boeing 737-800 ( geo-referenciação -10.441700, -53.313060 , ref. https://maps.app.goo.gl/q1rBJcPC1oU5u1Bo9 ), para a partir dali coordenar e apoiar as equipas de terreno, envolvendo centenas de militares e vários helicópteros ao longo de mais de 40 dias. Estes trabalhos contaram, em particular, com a participação de operacionais especializados em Busca e Salvamento, do Esquadrão Aeroterrestre de Salvamento (PARA-SAR).

O local da queda do Boeing 737-800 da GOL, na Serra do Cachimbo, localizada no Sul do Estado do Pará e no Norte do Estado de Mato Grosso, corresponde a uma zona de transição entre a floresta Amazónica e o cerrado, tendo, em concreto, o mesmo embatido no solo numa zona densamente florestada e selvagem desta região. O local de aterragem do "Buffalo" da FAB corresponde à pista de aeródromo privado, em terra e gravilha, que serve a exploração agro-pecuária Fazenda Jarinã, com orientação 17/35, 1 060 metros de comprimento e 25 metros de largura.

O DHC-5 é uma aeronave com dois motores General Electric CT64-820-1 de 3 055 shp, capaz de uma velocidade máxima de 435 km/h e com um alcance operacional de 3 490 km. Tem um comprimento de 24,08 metros, uma envergadura de asa de 29,26 metros, tripulado por 3 elementos (piloto, co-piloto e "loadmaster") e podendo transportar 41 passageiros ou 35 paraquedistas equipados, com um peso máximo à descolagem de 18,5 toneladas (em vazio 10,5 toneladas). Tendo sido construídas 123 unidades, o Brasil adquiriu 24 unidades do DHC-5 "Buffalo" entre 1968 e 1970, tendo estado ao serviço da FAB de 1968 a 2007 (matrículas 2350 a 2373), com a designação C-115.

Foto por Sargento Johnson Barros | CECOMSAER ("Centro de Comunicação Social da Aeronáutica") | FAB






Pista do Aeródromo privado Fazenda Jarinã (ICAO: SJDM), Mato-Grosso, Brasil , 900 a 1000 m por 25 m.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

SUBMARINO ESPANHOL DISPARA TORPEDOS DE ENSAIO

"DRONE" DE FABRICO PORTUGUÊS NA UCRÂNIA

Formação de 6 navios da Marinha da Federação Russa acompanhados por meios aeronavais da Marinha e Força Aérea Portuguesas