RPG-7 EM TREINO DE FOGO-REAL


Daguestão, Federação Russa
Dezembro de 2022

Treino de militares da Federação Russa, afectos ao respectivo Distrito Militar Sul, com prática de tiro com fogo-real usando lança granadas-foguete RPG-7V ("РПГ-7В"), com cargas PG-7S ("ПГ-7C"), de alto-explosivo anti-tanque, com tracejante, num campo de tiro do Daguestão, em Dezembro de 2022. O tiro é executado contra o destroço de um carro de combate, a partir de uma posição elevada em relação ao alvo - a trajectória decorre, assim, a cerca de 45 graus, da direita para a esquerda do vídeo.
No vídeo podemos acompanhar toda a preparação e execução do tiro, apontado via mira óptica. Podemos observar, em proximidade, os detalhes da sequência de armar o cão, de pressionar o gatilho, ao disparo e impacto resultantes. A carga propulsora do foguete é activada por fulminante, cuja percussão é, precisamente, activada pelo cão que podemos ver em detalhe no vídeo a ser armado pelo militar da Federação Russa. A carga de alto-explosivo da granada anti-carro (HEAT), com uma massa total de 2,6 kgs compreendendo uma ogiva de 730 gramas de OKFOL, irá alcançar uma velocidade de 300 metros por segundo com um alcance efectivo de 330 metros.




O RPG-7 é um lança granadas-foguete, com 40 mm de calibre, com cerca de 6 kg de peso e um comprimento de 95 cm, com um alcance efectivo máximo entre os 300 e 500 metros, sendo usado, tipicamente, a distâncias até aos 200 metros, seja contra viaturas blindadas, carros de combate ou infra-estruturas fortificadas. O acrónimo RPG resulta de "Ruchnoy Protivotankoviy Granatomyot" ("учной Противотанковый Гранатомёт"), literalmente "Lançador Portátil de Granada Anti-Tanque". A primeira versão do RPG-7 foi desenhada em 1958 e entrou ao serviço das forças armadas da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas em 1961.
Vídeo via Ministério da Defesa da Federação Russa | "Министерство обороны Российской Федерации"

Comentários

Mensagens populares deste blogue

SUBMARINO ESPANHOL DISPARA TORPEDOS DE ENSAIO

"DRONE" DE FABRICO PORTUGUÊS NA UCRÂNIA

KA-52 NO ASSALTO AO AEROPORTO "ANTONOV"