"DRONE" DE FABRICO PORTUGUÊS NA UCRÂNIA


Ucrânia
27 de Agosto de 2023

Aeronave não tripulada Tekever AR3, de fabrico Português, capturada pelas Forças Armadas da Federação Russa no Sul da Ucrânia, a 27 de Agosto de 2023. Na imagem podemos observar, a verde, ao topo, o paraquedas (e respectivos cabos) usados por este "drone" no seu processo de recuperação.

A plataforma base do AR3 corresponde a uma aeronave não tripulada (vulgo, "drone"), orientada ao reconhecimento e observação, naval e terrestre, com 3,5 metros de envergadura e 1,7 metros de comprimento, com uma velocidade de cruzeiro de 85 km/h, um alcance de comunicações de 100 km, um peso total máximo (MTOW) de 23 kg e capaz de sustentar até 16 horas de operação. O AR3 pode receber até 4 Kg de equipamentos compreendendo sensores electro-ópticos, camaras de infra vermelho, equipamentos de comunicações e apontadores laser.

Sendo originalmente lançado por catapulta e recuperado por pára-quedas ou rede, existe variante VTOL que veio dotar o AR3 de maior operacionalidade e flexibilidade. A componente VTOL chega ao AR3 através de duas barras, "hot swap", instaladas perpendicularmente nas suas asas, dotadas cada uma de 2 rotores horizontais, e que lhe permitem uma janela de operação de até 8 horas. Com a designação "GAMASAR" (em homenagem ao navegador português Vasco da Gama), a Tekever disponibiliza, como opção, o seu Radar de Abertura Sintética (SAR, "Synthetic Aperture Radar"), permitindo, integrado com o seu "software", construir imagens a 2 ou 3 dimensões de objectos e perfis geográficos (edifícios, perfil do terreno, elevações, etc).

Os "drones" Tekever AR3 foram fornecidos à Ucrânia através do "Fundo Internacional para a Ucrânia" ("International Fund for Ukraine", IFU), uma iniciativa do Ministério da Defesa do Reino Unido para a agregação de fundos e fornecedores para a entrega de equipamentos militares (letais e não letais) em apoio ao esforço de guerra ucraniano. Agrega a representação executiva do Reino Unido, da Noruega, da Holanda, da Dinamarca e da Suécia, com participação da Lituânia e da Islândia, tendo recolhido mais de 890 milhões de Euros.

A 13 de Junho de 2023 o Ministério da Defesa do Reino Unido anunciou o fornecimento de "drones" de reconhecimento e de ataque, apresentando, em vídeo, imagens de alguns dos equipamentos a fornecer, entre os quais surgia o Tekever AR3, de reconhecimento, e também o TRV-150 de transporte e reabastecimento táctico, da britânia Malloy Aeronautics.

A Tekever é uma empresa privada Portuguesa, fundada em 2001, com mais de 250 colaboradores, com sede em Lisboa, produção em Ponte de Sor e sucursal no Reino Unido, tendo como clientes, além de Portugal e do Reino Unido, o Brasil, a Colômbia, a Indonésia, a Nigéria, o Senegal e a União Europeia.

Foto via OSINT



Processo de recuperação com recurso a paraquedas no decurso de formação e testes, em Portugal, com equipas do fabricante. Foto via Tekever (2023)






Comentários

Mensagens populares deste blogue

SUBMARINO ESPANHOL DISPARA TORPEDOS DE ENSAIO

KA-52 NO ASSALTO AO AEROPORTO "ANTONOV"