CONTROLO DE ACESSO A CENTRAL NUCLEAR


Enerhodar, Zaporizhzhia, Ucrânia
1 de Setembro de 2022

Um operacional afecto às Forças da Federação Russa controla o acesso à Central Nuclear de Zaporizhzhia, na cidade de Enerhodar ("Енергодар"), na região administrativa de Zaporizhzhia ("Запорізька"), na Ucrânia, a 1 de Setembro de 2022. Em segundo plano podemos observar o edifício com o acrónimo "ЗАЕС" - que corresponde a "Запорізька АЕС" ("Запорізька атомна електростанція"), literalmente "Central Nuclear de Zaporizhzhia".

Este operacional, afecto à "Rosgvardiya" ("Росгвардия"), a Guarda Nacional da Federação Russa, está armado com uma espingarda automática AK-12, em calibre 5.45x39mm, de pintura camuflada customizada, equipada com mira óptica (holográfica) Valdai PK-120 (GRAU 1P87), punho frontal e supressor de som.

Esta central, a maior da Europa a uma das 10 maiores do mundo, com 6 geradores (PWR), entrou ao serviço em 1985, e é gerida pela Ucrânia desde 1991. Foi ocupada pelas Forças da Federação Russa a 4 de Março de 2022, tendo as mesmas prontamente hasteado, nos respectivos mastros, a bandeira nacional da Federação Russa e o conhecido estandarte da vitória, ref. https://espada-e-escudo.blogspot.com/2022/03/estandarte-da-vitoria.html .

Foi alvo, a 1 de Setembro de 2022, de uma inspecção de várias horas por parte de uma equipa de 14 especialistas e auditores da Agência Internacional de Energia Atómica ("International Atomic Energy Agency", IAEA), liderados, no campo, pelo respectivo director-geral, o argentino Rafael Mariano Grossi. Permanece no terreno uma equipa de 6 destes especialistas e auditores com o objectivo de se estabelecer uma equipa permanente de 2 elementos.

Foto por Alexander Ermochenko | Reuters

Comentários

Mensagens populares deste blogue

SUBMARINO ESPANHOL DISPARA TORPEDOS DE ENSAIO

"DRONE" DE FABRICO PORTUGUÊS NA UCRÂNIA

Formação de 6 navios da Marinha da Federação Russa acompanhados por meios aeronavais da Marinha e Força Aérea Portuguesas