PÓS 25 DE NOVEMBRO DE 1975 - COLUNA DE VIATURAS DO REGIMENTO DE COMANDOS REGRESSA À AMADORA



Amadora, Lisboa, Portugal
27 de Novembro de 1975

Regresso de coluna de viaturas militares do Regimento de Comandos (RCMDS), comandado pelo Tenente-Coronel Jaime Neves, ao seu quartel na Amadora (Lisboa, Portugal), com passagem pela Segunda-Circular e pelo que é hoje o IC19 ( geo-localização 38.74815089465871, -9.243314695421814 , ref. https://maps.app.goo.gl/5xWm8VYFK7DCwyN89 ), a 27 de Novembro de 1975, após as suas acções em resposta à tomada de posições extremistas por parte de alguns sectores das Forças Armadas que, a 25 de Novembro de 1975, ocuparam bases aéreas, quartéis, centros de comando e os estúdios da Rádio e Televisão de Portugal (RTP).
Na coluna de viaturas podemos identificar, entre outras, viaturas blindadas 4x4 Bravia V-200 "Chaimite"; viatura pesada de caixa aberta, 6x6 GMC 2,5 ton (m/52), com plataforma de metralhadora pesada quádrupla calibre 12,7mm, M-55 (m/53); viatura de transporte de pessoal, de caixa aberta, 4x4 Mercedes-Benz Unimog S404; jipe "Willis" MB 1/4 ton (m/1944) com canhão sem recuo M40A1, de 105mm.
Na sequência do Golpe de Estado de 25 de Abril 1974, conduzido pelo "Movimento das Forças Armadas" (MFA), e que levaria à deposição do Estado Novo, Portugal viveu um período conturbado, designado por "Processo Revolucionário em Curso" (PREC). Este processo culminaria, a 25 de Novembro de 1975, com a ocupação por militares paraquedistas da Base Escola, da Base Aérea de Tancos, da Base Aérea de Monte Real, da Base Aérea do Montijo, e do Estado-Maior da Força Aérea; por sua vez, o RALIS ("Regimento de Artilharia de Lisboa"), actual Regimento de Transportes (RTransp), coloca em campo armamento e barreiras de controlo de acessos ao eixo do Aeroporto e à Auto-estrada do Norte. Seguem-se ocupações dos estúdios da Rádio e Televisão de Portugal (RTP) e do comando da 1.ª Região Aérea, em Monsanto.
Este movimento seria contrariado, nesse mesmo dia, por uma acção liderada pelo dito "Grupo dos Nove", com o apoio, entre outras, das forças do Regimento de Comandos, e com comando militar alargado pelo Tenente-Coronel Ramalho Eanes, e que conduziria, assim, Portugal à via Constitucional.




Vídeo via Arquivo RTP

Comentários

Mensagens populares deste blogue

SUBMARINO ESPANHOL DISPARA TORPEDOS DE ENSAIO

"DRONE" DE FABRICO PORTUGUÊS NA UCRÂNIA

Formação de 6 navios da Marinha da Federação Russa acompanhados por meios aeronavais da Marinha e Força Aérea Portuguesas