F-15 NORTE AMERICANOS A OPERAR A PARTIR DA JORDÂNIA ATACAM ALVOS NA SÍRIA


Deir Ez-Zor, Síria
8 de Novembro de 2023

Dois F-15E "Strike Eagle" do "494th Expeditionary Fighter Squadron", alcunhados de "Panthers" ("Panteras"), da Força Aérea dos Estados Unidos, parte do destacamento a operar desde 13 de Outubro de 2023 na base aérea de Muwaffaq Salti, na Jordânia, ref. https://espada-e-escudo.blogspot.com/2023/10/f-15-norte-americanos-destacados-para-o.html , atacaram a 8 de Novembro de 2023 um objectivo, a cerca de 500 km a Nordeste desta base, na região de Deir Ez-Zor ("دَيْرُ ٱلزَّوْرِ / دَيْرُ ٱلزُّور"), no Leste da Síria, a cerca de 95 km da fronteira, a Leste, com o Iraque, e a 450 km da fonteira com o Irão.

O objectivo atacado corresponde a uma infraestrutura de armazenamento de armas, sob controlo de grupos com o apoio da Força Quds ("نیروی قدس"), um dos 5 ramos do Corpo da Guarda Revolucionária Islâmica ("سپاه پاسداران انقلاب اسلامی") do Irão, e são desencadeados em resposta aos ataques de tais grupos contra instalações militares e forças militares dos EUA, na Síria e no Iraque, que decorrem desde 17 de Outubro de 2023.

O F-15E "Strike Eagle", uma plaforma originalmente ao serviço desde 1988, e com versões posteriores actualizadas e melhoradas, é um avião de ataque multi-propósito, tripulado por dois elementos (piloto e especialista de sistemas de armas), propulsionado por duas turbinas Pratt & Whitney, capaz de uma velocidade máxima de Mach 2,5 , com um alcance de combate de 1 272 km (em trânsito de 3 900 km com depósitos exteriores suplementares). Com 19,5 metros de comprimento e uma envergadura de asa de 13 metros, tem um peso máximo à descolagem de 36 toneladas. Está armado com um canhão de 6 canos rotativos de 20mm, M61A1, com 500 munições, e pode receber até 10 toneladas de armamento (bombas guiadas, mísseis ar-ar e ar-superfície) e equipamento nos pontos de fixação exteriores.

Cartografia via TomTom, OpenStreeMap e Earthstar Geographics SIO

Comentários

Mensagens populares deste blogue

SUBMARINO ESPANHOL DISPARA TORPEDOS DE ENSAIO

"DRONE" DE FABRICO PORTUGUÊS NA UCRÂNIA

Formação de 6 navios da Marinha da Federação Russa acompanhados por meios aeronavais da Marinha e Força Aérea Portuguesas