FRAGATA RUSSA RUMO À SÍRIA ACOMPANHADA AO LARGO DA COSTA CONTINENTAL PORTUGUESA


8 de Novembro de 2023
Portugal

A fragata NRP "Corte Real" (F332) da classe Vasco da Gama da Marinha Portuguesa, sob comando do Capitão-de-Fragata Bruno Ricardo Amaral Henriques, acompanhou o navio "Almirante Grigorovich" ("Адмирал Григорович"), número de amura 494 (ex-745), fragata da classe Project 11356, da Marinha da Federação Russa, aquando da sua passagem pelas águas da costa continental Portuguesa, a 8 de Novembro de 2023.

Antes da sua entrada em águas da Zona Económica Exclusiva de Portugal, esta fragata foi referenciada à saída do Báltico, a 3 de Novembro de 2023, e acompanhada entre o Mar do Norte e o Estreito de Dover, pelo HMS Richmond (F239), fragata da classe Type 23 ("Duke") da Marinha do Reino Unido, comandada pelo Capitão-de-Fragata (OF-4) Christopher L'Amie. A fragata Almirante Grigorovich atravessou, entretanto, a 10 de Novembro de 2023, o Estreito de Gibraltar e ruma para o Mediterrâneo Oriental onde operará a partir da Base Naval de Tartus na Síria, a única base naval a partir da qual a Marinha Russa opera actualmente no Mediterrâneo.

A fragata "Almirante Grigorovich", da classe Project 11356, está ao serviço da Marinha Russa desde 10 de Março de 2016, desloca 3 860 toneladas em carga completa, com 124,8 metros de comprimento, 15,2 metros de boca e 4,6 metros de calado. Com uma velocidade máxima de 30 nós tem um alcance operacional de 4 850 milhas náuticas (8 980 km).

Está armada com 1 peça de 100mm, A-190E-01 (à vante); com 8 células de lançamento vertical (VLS) que podem ser armadas com mísseis de cruzeiro e anti-navio "Kalibr", "Oniks" ou "Zircon"; com 24 células de lançamento vertical (VLS) para mísseis de defesa anti-aérea 9M317M/ME; com 2 plataformas CIWS ("Close-In Weapon System") de 6 canos de 30mm, AK-630; com 2 lançadores duplos DTA-53-11356 de torpedos Type 53; e com uma plataforma de lançamento RBU-6000 de 12 tubos cargas de profundidade anti-submarino propulsionadas por foguete. Está equipada com hangar e convés de voo para um helicóptero Kamov Ka-27 (visível na foto).

O NRP Corte-Real, com uma guarnição de 170 militares, é um navio escolta oceânico com polivalência em sistemas de comando, controlo e comunicações, armas e sensores, de grande versatilidade de emprego. Foi construído em 1991, nos estaleiros da Howaldtswerke-Deutsche Werft, HDW (em Kiel, junto ao mar Báltico, na Alemanha), tendo sido o terceiro navio da classe Vasco da Gama. Entrou ao serviço da Marinha Portuguesa a 22 de Novembro de 1991.

Tem um comprimento de 115,9m, uma boca máxima de 14,2m, deslocando 3 200 toneladas, com uma velocidade máxima de 20 nós na variante de propulsão diesel (de 32 nós na variante gás). Está armado com um peça de artilharia Creusot-Loire de 100mm; com 2x4 mísseis Sea Sparrow (curto alcance de defesa antiaérea); com 2x4 mísseis Harpoon (longo alcance, anti-navio); com 2x3 reparos de tubos lança torpedos MK46; com sistema de defesa antimíssil e superfície, "Close-In Weapons System", CIWS Phalanx, assente num canhão M61 Vulcan 20 mm com 6 canos rotativos; com metralhadoras pesadas de 12,7 mm; e com convés de voo e hangar para um helicóptero Westland Lynx Mk95.

Foto via Marinha Portuguesa




Helicóptero Kamov Ka-27 em operação. Foto via Marinha Portuguesa

Comentários

Mensagens populares deste blogue

SUBMARINO ESPANHOL DISPARA TORPEDOS DE ENSAIO

"DRONE" DE FABRICO PORTUGUÊS NA UCRÂNIA

Formação de 6 navios da Marinha da Federação Russa acompanhados por meios aeronavais da Marinha e Força Aérea Portuguesas