OPERAÇÕES ESPECIAIS FRANCESAS TREINAM NO SAEL


Sael, Norte de África
2018

Militares do "1er Régiment de Parachutistes d'Infanterie de Marine" (1er RPIMa) numa viatura táctica ligeira ARQUUS PATSAS, afectos ao Comando de Forças Especiais do Exército de França, em exercícios no Sael, Norte de África, em 2018. Herdeiros dos paraquedistas da França Livre, do 3.º e 4.º Esquadrão do "Special Air Service" (SAS), fundados no Reino Unido durante a 2.ª Guerra Mundial, são muitas vezes designados, popularmente, como o "SAS Francês".
O militar à esquerda no vídeo abre fogo com uma metralhadora ligeira FN MiniMi Mk3, em calibre 5.56x45mm NATO, equipada com mira óptica EOS 512 (holográfica). O militar à direita no vídeo abre fogo com uma espingarda automática Heckler & Koch HK 417 A2 em calibre 7.62×51mm NATO, equipada com mira óptica Leupold Mark 4 M1 4.5-14x50 mm, iluminador e apontador laser, e com bipé rebatível. À direita deste está, em apoio fixo no chassis, uma metralhadora média FN MAG, em calibre 7.62×51mm NATO, equipada com mira óptica SpecterOS3.4x e, na lateral esquerda do cano, apontador laser.




A viatura ARQUUS PATSAS ("Patrouille Special Air Service") é uma viatura táctica ligeira, 4x4, de 12 toneladas, aberta (com vidros frontais rebatíveis em duas metades), desenhada para Forças Especiais a partir da plataforma VLRA 4x4. Tem 6,3 metros de comprimento, 2,3 metros de largura e 2,4 metros de altura. Com uma guarnição de até 2+3 elementos, consegue alcançar uma velocidade máxima de 110 km/h. Logo a retaguarda dos dois postos frontais, existe uma posição central, com suporte elevado onde, tipicamente, é operada uma metralhadora pesada 12,7 mm.
Vídeo via OSINT

Comentários

Mensagens populares deste blogue

SUBMARINO ESPANHOL DISPARA TORPEDOS DE ENSAIO

"DRONE" DE FABRICO PORTUGUÊS NA UCRÂNIA

Formação de 6 navios da Marinha da Federação Russa acompanhados por meios aeronavais da Marinha e Força Aérea Portuguesas