FRAGATA RUSSA AO LARGO DA NORUEGA


Mar da Noruega
6 de Janeiro de 2023

Fragata "Almirante Gorshkov", número de amura 454 (anteriormente 417), acompanhada pelo navio de re-abastecimento da classe "Kaliningradnef", "Kama", MMSI: 273420080 (não visível na foto), da Marinha da Federação Russa, navegando a 6 de Janeiro de 2023 a norte do Arquipélago de Lofoten, em águas internacionais, ao largo da Noruega, interceptada por uma patrulha por parte de uma aeronave Lockheed P3-C Orion, da Esquadra 333 da Força Aérea da Noruega (e acompanhada por meios navais da Marinha da Noruega).

Parte da classe Project 22350, ao serviço desde 28 de Julho de 2018 afecta à Frota do Mar do Norte da Federação Russa (sediada em Severomorsk, Murmansk), de sua designação completa "Almirante da Frota da União Soviética Gorshkov" ("Адмирал Флота Советского Союза Горшков"), desloca 5 400 toneladas, tem um comprimento de 135 metros, um boca de 16 metros e um calado de 4,5 metros. Com um guarnição de 210 elementos, tem um velocidade máxima de 28,5 nós e um alcance de 9 000 km. Está armada, à vante, com uma peça A-192M de 130 mm; com 2 canhões de 30 mm (CIWS), nas laterais na retaguarda do hangar; com 16 (2x8) células verticais 3S14 (VLS), logo abaixo da ponte de comando, onde pode receber mísseis de cruzeiro, anti-navio, Kalibr, Onics, ou Zircon; e 32 (4x8) células "Redut", logo à retaguarda da peça frontal, onde pode receber mísseis de defesa anti-aérea; conta ainda com 2 tubos quádruplos lança-torpedos de 330mm, para Paket-NK anti-submarino e anti-torpedo. Possuí convés de voo e hangar para 1 helicóptero Ka-27PL ou Ka-31.

Esta fragata foi documentada em vídeo, no Mar Branco (um braço do Mar de Barents na costa Noroeste da Federação Russa, no Ártico), em Maio de 2022, pelo Ministério da Defesa da Federação Russa, em exercício de fogo real disparando um míssil hipersónico "Zircon" ("Kirzon", "Циркон"; 3M22), que viria a atingir um alvo de treino a 1 000 km da sua posição. Foram construídas 3 fragatas desta classe, estando 2 activas e uma em testes de mar.

A Força Aérea da Noruega ("Luftforsvaret") tem a sua 333.ª Esquadra sediada, desde 1963, em Andøya (300 km no interior do Círculo Polar Árctico), onde conta actualmente com 4 aeronaves P-3C ao serviço, afectas às missões de patrulha marítima (MAP), luta anti-submarina (ASW), luta anti-superfície (ASuW) e busca e salvamento (SAR). A partir de meados de 2023 terá lugar a entrada ao serviço de 5 novas aeronaves Boeing P-8A Poseidon (cuja primeira unidade foi entregue na Noruega a 24 de Fevereiro de 2022) e o realocar para a base de Evenes, a cerca de 90 km a Sudeste da actual.

O Lockheed P-3C Orion é uma aeronave tripulada por 11 elementos, com um peso máximo à descolagem de 64,4 toneladas, com 35,6 metros de comprimento, uma altura de 10,3 metros e uma envergadura de 30,4 metros. Propulsionada por quatro motores ALLISON T56-A-14 (com 4 600 hp cada), consegue uma velocidade máxima de 760 km/h, com um tecto de 8 900 metros de altitude, e com uma raio de acção de 3 830 km. O "Orion" pode receber, nos suportes internos e externos, até 9 toneladas de equipamento e armamento (compreendendo torpedos, cargas de profundidade, mísseis, sonobóias, etc).

Foto via Esquadra 333 | Forças Armadas da Noruega ("Forsvaret")

Comentários

Mensagens populares deste blogue

SUBMARINO ESPANHOL DISPARA TORPEDOS DE ENSAIO

"DRONE" DE FABRICO PORTUGUÊS NA UCRÂNIA

KA-52 NO ASSALTO AO AEROPORTO "ANTONOV"