ARTILHARIA ALEMÃ EM FOGO REAL NA LITUÂNIA


Pabradė, Lituânia
Novembro de 2022

Uma unidade de artilharia autopropulsionada Panzerhaubitze 2000 (PzH 2000), de 155mm, das Forças Armadas Alemãs ("Bundeswehr"), em treino de fogo real no decurso do exercício "Resolute Stallion", sob a égide do "NATO enhanced Forward Presence Battle Group Lithuania" ("eFP BG Lithuania"), no Campo de Tiro de Pabradė, na Lituânia, em Novembro de 2022. A cidade de Pabradė, atravessada pelo Rio Žeimena, dista cerca de 10 km da fronteira com a Bielorrússia.

O Panzerhaubitze 2000 (PzH 2000), desenvolvido pelas companhias alemãs KMW (Krauss-Maffei Wegmann GmbH & Co. KG) e Rheinmetall, tem um peso de 55,8 toneladas, um comprimento de 11,7 metros, um largura de 3,6 metros e uma altura de 3,1 metros. Tem 5 tripulantes (comandante, condutor, artilheiro e dois municiadores). Conseguindo uma cadência máxima de 10 disparos por minuto ou um "burst" de 3 disparos em 9 segundos, a peça Rheinmetall 155 mm L52 projecta as suas munições entre os 36 km (DM121) e os 47 km (m1711), até um máximo de 67 km (cargas assistidas por foguete). Propulsionada por um motor MTU 881 Ka-500, de 986 hp, tem uma velocidade máxima em estrada de 67 km/h (em campo de 45 km/h), com um alcance operacional de 420 km.

O PzH 2000 foi usado pela primeira vez em combate, por parte das Forças Armadas da Holanda, na Guerra do Afeganistão, na província de Kandahar, em Agosto de 2006 (apoio à Operação Medusa). Está ao serviço das Forças Armadas da Croácia, da Alemanha, da Grécia, da Hungria, da Itália, da Lituânia, da Holanda e do Qatar.

Desde finais de Junho de 2022 que tem sido operado pelas Forças Armadas da Ucrânia, no respectivo Teatro de Operações, com 12 unidades desta artilharia autopropulsionada cedidas pela Alemanha (7 unidades) e pela Holanda (5 unidades). Em inícios de Julho, 5 unidades adicionais foram cedidas pela Itália.

Foto via "NATO eFP BG Lithuania"

Comentários

Mensagens populares deste blogue

SUBMARINO ESPANHOL DISPARA TORPEDOS DE ENSAIO

"DRONE" DE FABRICO PORTUGUÊS NA UCRÂNIA

Formação de 6 navios da Marinha da Federação Russa acompanhados por meios aeronavais da Marinha e Força Aérea Portuguesas