U-2 E "CHASE CAR" AMERICANOS NOS EMIRADOS


Al Dhrafa , Emirados Árabes Unidos
15 de Março de 2019

Uma aeronave de reconhecimento e recolha de informação Lockeed U-2 S "Dragon Lady" (AF 80, 070), equipada com plataforma dorsal de comunicações Senior Span/Spur, afecta ao "99th Expeditionary Reconnaissance Squadron" da "380th Air Expeditionary Wing" da Força Aérea dos Estados Unidos, na base aérea de Al Dhrafa ("قاعدة الظفرة الجوية"), geo-referenciação 24.246123792521114, 54.544417115345276 , ref. https://goo.gl/maps/ahtCBCb4NndzoW3r5 , nos Emirados Árabes Unidos, a 15 de Março de 2019. Este U-2 opera a partir desta base no contexto de missões associadas à Operação "Inherent Resolve", de luta contra o Daesh ("داعش"), dito "Estado Islâmico" (ISIS), sobre o Teatro de Operações do Iraque e da Síria.

A plataforma de comunicações Senior Span/Spur permite transmitir, por comunicação via satélite, a informação recolhida, sejam imagens, dados de radar ou registos electrónicos de comunicações. O U-2 S aqui documentado está ainda equipado, no nariz, com ASARS-2 ("Advanced Synthetic Aperture Radar System"), que lhe permite recolher registos do Teatro de Operações mesmo em cenários de tectos de nuvens ou de fumo (o que uma camara optica não consegue), analisar padrões de movimento e outros, com um varrimento lateral superior a 150 km (o que lhe permite, designadamente, respeitar um limite de fronteira territorial e ainda assim observar além da mesma).

A viatura Dodge Charger (AF14B00188 | US Govt), de cor branca, é um "chase car" (literalmente "carro de perseguição"), conduzido por um piloto certificado de U-2, e destina-se a apoiar o processo de aterragem (e de descolagem), seguindo a aeronave pela rectaguarda, a velocidades na ordem dos 160 a 180 km/h, ao longo da pista, comunicando via rádio directamente com o piloto da mesma, dando-lhe indicações precisas sobre o alinhamento e altitude do trem de aterragem face à pista. Os "chase cars" fazem parte das equipas de suporte ao U-2 desde os finais da década de 1950, um avião reconhecido pela sua exigente condição de pilotagem.

O Lockheed U-2 "Dragon Lady" é um avião de reconhecimento de alta-altitude, ao serviço desde 1956, e com 104 unidades produzidas até 1989. Com um comprimento de 19,2 metros e uma envergadura de asa de 31 metros, tem um peso máximo à descolagem de 18,1 toneladas, compreendendo um "payload" de até 2,3 toneladas de camaras e sensores. Propulsionado por um motor General Electric F118-101 tem uma velocidade de cruzeiro de 765 km/h a uma altitude de 65 000 pés (20 mil metros), com um tecto de altitude máxima até aos 80 000 pés (24 mil metros).

Um programa de extensiva modernização e digitalização do cockpit da plataforma U-2, RAMP ("Reconnaissance Avionics Maintainability Program"), foi levado a efeito a partir de 2002 e tendo sido completado em 2007, dando origem à versão U-2 S, de que a Força Aérea dos Estados Unidos detém actualmente 26 unidades (a que acrescem 4 unidades de instrução, TU-2S).

Foto por Gracie I. Lee | Força Aérea dos Estados Unidos ("U.S. Air Force")

Comentários

Mensagens populares deste blogue

SUBMARINO ESPANHOL DISPARA TORPEDOS DE ENSAIO

"DRONE" DE FABRICO PORTUGUÊS NA UCRÂNIA

KA-52 NO ASSALTO AO AEROPORTO "ANTONOV"