"DUSHKA" EM BAKHMUT


Bakhmut, Donetsk, Ucrânia
19 de Maio de 2023

Posição com metralhadora pesada DShKM, em calibre 12.7x108mm, no interior de uma edificação destruída, guarnecida por operacionais do Grupo Wagner ("Группа Вагнера"), ao serviço da Federação Russa, na zona urbana de Bakhmut ("Бахмут"), Donetsk ("Донецька"), no Leste da Ucrânia, a 19 de Maio de 2023.

O Grupo Wagner, fundado em 2014, em São Petersburgo, na Federação Russa, por Yevgeny Viktorovich Prigozhin ("Евгений Викторович Пригожин"), é um prestador de serviços para-militares, acumulando uma alargada experiência compreendendo acções no Donbas, na Síria, no Sudão, na República Centro Africana, na Líbia, na Venezuela, em Moçambique (Cabo Delgado) e no Mali.

A metralhadora pesada soviética DShK, acrónimo de "Degtyaryova-Shpagina Krupnokaliberny" ("ДШК", "Дегтярёва-Шпагина Крупнокалиберный"), literalmente "Grosso Calibre de Degtyaryova-Shpagina, é uma arma desenhada originalmente por Vasily Degtyaryov e Georgi Shpagin (URSS), em 1938, no calibre 12.7×108mm, capaz de uma cadência de 600 disparos por minuto, com uma velocidade de 850 m/s à saída do cano, com um alcance efectivo até aos 2 000 metros. Nas sucessivas variantes construídas desde o seu desenho original, terão sido produzidas, entre 1946 e 1980, mais de 1 milhão de unidades, com especial incidência no seu uso como arma anti-aérea ou como elemento de fogo de supressão contra infantaria ou mesmo contra viaturas blindadas ligeiras. É informalmente designada por "Dushka", expressão que próxima da leitura do seu acrónimo, designa uma pessoa que nos é querida.

A DShK e a M2 Browning, arma de calibre 12.7×99mm (.50 BMG), desenhada por John M. Browning (EUA) em 1919, e ao serviço desde 1933, são as únicas metralhadoras pesadas desenhadas antes da 2.ª Guerra Mundial que continuam, efectivamente, a manterem-se como plataformas operacionais ainda em uso nas mais variadas Forças Armadas e Teatros de Operações.

Foto via RIA Novosti ("РИА Новости")

Comentários

Mensagens populares deste blogue

SUBMARINO ESPANHOL DISPARA TORPEDOS DE ENSAIO

"DRONE" DE FABRICO PORTUGUÊS NA UCRÂNIA

Formação de 6 navios da Marinha da Federação Russa acompanhados por meios aeronavais da Marinha e Força Aérea Portuguesas