"MISTRAL" DA MARINHA FRANCESA EM OPERAÇÃO NO GOLFO DA GUINÉ


15 de Outubro de 2023
Golfo da Guiné

"Mistral" (L9013), navio porta-helicópteros e de assalto-anfíbio da classe do mesmo nome da Marinha Francesa, no decurso da edição de 2023 do exercício "Grand African NEMO", a cerca de 30 km a Sul de Lagos, Nigéria, no Golfo da Guiné.

O "Mistral" simula aqui um cenário em que se posiciona como um suposto navio civil, a navegar de Cabo Verde rumo à Nigéria, sendo, sob suspeita de narcotráfico, identificado e interceptado por meios da Marinha da Nigéria. Após ser identificado e trocadas comunicações rádio, tem lugar uma intercepção conduzida a partir de um navio patrulha da Nigéria (em cima, na foto) que projecta uma força do "Special Boat Service" (SBS), a unidade de operações especiais da Marinha da Nigéria, para uma acção de visita, abordagem, busca e captura de meios navais ("Visit, Board, Search, and Seizure", VBSS) a partir de uma embarcação semi-rígida (em baixo, na foto).

Ao serviço da Marinha Francesa desde 18 de Dezembro de 2006, o "Mistral" (L9013) desloca 21 300 toneladas, com um comprimento de 199 metros, uma boca de 32 metros e um calado de 6,2 metros. Tem um alcance operacional de 10 800 km (a 18 nós) a 19 800 km (a 15 nós), com uma guarnição de 160 elementos (e podendo transportar até 450 fuzileiros), pode transportar um efectivo de 16 a 35 helicópteros. Conta com doca alagada para operação de meios anfíbios. É actualmente um dos três navios desta classe activos ao serviço da Marinha Francesa.

Este exercício anual decorre sob a égide do Código de Conduta de Yaoundé, que resulta da cimeira realizada na cidade do mesmo nome e capital dos Camarões, em Junho de 2013, e que definiu um conjunto de protocolos e arquitecturas comuns para colaboração dos 19 países signatários em torno do Golfo da Guiné (desde o Senegal a Angola) - visando a segurança de navegação em tal região. Resulta deste código o estabelecimento da arquitectura do sistema de informação regional YARIS ("Yaoundé Architectural Regional Information System") que visa assegurar a troca de informação e coordenação de acções entre as forças dos países desta região.

O "Grand African NEMO" é um exercício anual, realizado desde 2013, especialmente orientado às forças navais, desenvolvendo cenários de combate à pirataria, ao narcotráfico, e à pesca ilegal, bem como missões de busca e salvamento e de combate a poluuição marítima.

A presente edição decorreu de 4 a 19 de Outubro de 2023, com a participação de Angola, República do Congo, República Democrática do Congo, São Tomé e Príncipe, Camarões, Gabão, Togo, Benim, Nigéria, Serra Leoa, Libéria, Costa do Marfim, Gana, Cabo Verde, Senegal, Gâmbia, Guiné-Bissau e República da Guiné. Contou ainda com a presença de meios das Marinhas dos Estados Unidos da América (EUA), Inglaterra, Itália, Espanha, Brasil, Canadá, Portugal, Marrocos, Bélgica e Dinamarca.

Foto via CECLANT PREMAR ATLANTIQUE ("Préfecture Maritime et du Commandement en Chef pour l'Atlantique"

Comentários

Mensagens populares deste blogue

SUBMARINO ESPANHOL DISPARA TORPEDOS DE ENSAIO

"DRONE" DE FABRICO PORTUGUÊS NA UCRÂNIA

KA-52 NO ASSALTO AO AEROPORTO "ANTONOV"