INTERCEPÇÃO DE MÍSSIL BALÍSTICO INTERCONTINENTAL SOBRE O PACÍFICO


16 de Novembro de 2020
Oceano Pacífico, Hawaii

Exercício "FTM-44" da Agência de Defesa Anti-Mísseis dos Estados Unidos para intercepção de um míssil balístico intercontinental (ICBM) lançado a partir do centro de testes Ronald Reagan no Atol de Kwajalein ( geo-referenciação 9.002485967309688, 167.72692169033334 , ref. https://goo.gl/maps/c2vBodZPZmVAgNbX6 ), a cerca de 1 100 km a Sul da Ilha de Wake no Pacífico. A intercepção teve lugar recorrendo a um míssil SM-3 (Standard Missile-3) Block IIA, do fabricante norte-americano Raytheon, lançado, como documenta a foto, a partir de uma das células verticais (VLS) de um "destroyer" da Marinha dos Estados Unidos, USS John Finn (113), equipado com a plataforma "Aegis Ballistic Missile Defense" (BMD), navegando ao largo do Hawaii, a 16 de Novembro de 2020.

Coordenada a partir do Centro de Operações Integradas de Defesa Anti-Míssil ("Missile Defense Integration and Operations Center", MDIOC), na Base Aérea de Schriever, no Colorado, na região central dos Estados Unidos da América, a acção de intercepção assentou na detecção e monitorização, por satélite, do lançamento e trajectória do ICBM. A intercepção tem lugar num momento da trajectório do ICBM anterior à sua reentrada na atmosfera - que conduziria à fase terminal com projecção de um conjunto de ogivas múltiplas (e engodos) que tornariam a intercepção uma tarefa substancialmente mais difícil.

À data deste "FTM-44", o mesmo correspondeu, neste contexto, ao terceiro lançamento de ICBMs de teste e ao sexto uso do interceptor SM-3 Block IIA , estando previstos, para os anos seguintes, perto de 2 dezenas de outros exercícios congéneres no âmbito "Flight Test Aegis Weapon System" (FTM).

Foto via "Missile Defense Agency" (MDA) | Departamento de Defesa dos Estados Unidos

Comentários

Mensagens populares deste blogue

SUBMARINO ESPANHOL DISPARA TORPEDOS DE ENSAIO

"DRONE" DE FABRICO PORTUGUÊS NA UCRÂNIA

Formação de 6 navios da Marinha da Federação Russa acompanhados por meios aeronavais da Marinha e Força Aérea Portuguesas