CANHÃO SEM RECUO COM MIRA DIGITAL EM TREINO UCRANIANO


Ucrânia
Setembro de 2023

Operacionais da 36.ª Brigada Independente de Fuzileiros ("36-та окрема бригада морської піхоти", 36 ОБрМП) das Forças Armadas da Ucrânia em treino de fogo real com um canhão sem recuo SPG-9, de 73mm, na Ucrânia, em Setembro de 2023. Este SPG-9 corresponde a uma versão modernizada sobre a plataforma original, de origem soviética, produzida actualmente na Bulgária, sob licença, pela Bularmas Ltd (Sofia). Designada pelo fabricante por "Warrior SPG-9", a variante presente na foto corresponde àquela que é equipada pelo mesmo com mira digital, PGDN-9VIR, com especificação para uso diurno/nocturno (sendo a variante "default" do mesmo a equipada com mira óptica MGOK-9 de 2,5x).

Existe ainda uma outra variante, RCWS ("Remotely Controlled Weapon System"), que permite operação digital remota, por fio, até 25 metros de distância (com a mesma consola de comando PDU-215 da plataforma de mísseis anti-carro Stunha-P/ Skif de design e fabrico ucraniano, Ukroboronprom / Luch, ao serviço desde 2011), bem como, opcionalmente, o complemento de mediação laser de distância, de computador balístico e de visão térmica. Todas permitem a operação com as miras abertas de origem.

Este canhão sem recuo "Warrior" SPG-9, tem um peso de 38 kg (sem tripé), que ascende a 55 kg em tripé em posição pronta a fazer fogo. Tem um comprimento de 2,36 metros. É usado tipicamente com munição PG-9/N de alto-explosivo anti-carro, com um alcance máximo de 1 300 metros; ou na variante de alto-explosivo de fragmentação, a munição OG-9V/VM/VM1, com um alcance máximo de 4 500 metros. O SPG-9 dispara munições congéneres das usadas pela peça de 73 mm 2A28 Grom da viatura blindada BMP-1.

Foto via 36.ª Brigada Independente de Fuzileiros (36 ОБрМП)

Comentários

Mensagens populares deste blogue

SUBMARINO ESPANHOL DISPARA TORPEDOS DE ENSAIO

"DRONE" DE FABRICO PORTUGUÊS NA UCRÂNIA

Formação de 6 navios da Marinha da Federação Russa acompanhados por meios aeronavais da Marinha e Força Aérea Portuguesas