P-3 ORION ACOMPANHA PETROLEIRO RUSSO AO LARGO DA COSTA PORTUGUESA


Portugal, Oceano Atlântico
19 de Junho de 2023

Uma aeronave P-3C CUP+ "Orion" (14810, #497C9A) da Esquadra 601 - "Lobos", da Força Aérea Portuguesa (FAP) acompanhou, ao largo da costa de Portugal continental, a 19 de Junho de 2023, o petroleiro "Kola" ("Ко́ла"; IMO: 6720004, MMSI 273318510) da Marinha da Federação Russa, proveniente do Mediterrâneo. Este navio acompanha regularmente, como reabastecedor especializado, as missões de navios combatentes da Marinha da Federação Russa.

Lançado à água a 30 de Julho de 1967, o "Kola" ("Ко́ла") é um navio petroleiro de reabastecimento da classe Altay, Project 160 da Marinha da Federação Russa, desloca até 7 230 toneladas, com um comprimento de 106 metros e uma boca de 15 metros. Tem uma velocidade máxima de 14 nós com um alcance operacional máximo de 9 300 km. Com uma guarnição de 60 elementos, possui tanques para transporte de combustível, óleo e água. Navega actualmente a uma velocidade de cruzeiro de 10 nós tendo como destino o porto e base naval de Kalingrad ("Калининград") na província do mesmo nome da Federação Russa, no Báltico, onde deverá aportar a 29 de Junho de 2023.

O Lockheed P-3C CUP+ Orion é uma aeronave de Luta Anti-Submarina (ASW), Luta Anti-Superfície (ASuW) e Busca e Salvamento (SAR), tripulada por 11 elementos, com um peso máximo à descolagem de 64,4 toneladas, com 35,6 metros de comprimento, uma altura de 10,3 metros e uma envergadura de 30,4 metros. Propulsionada por quatro motores ALLISON T56-A-14 (com 4 600 hp cada), consegue uma velocidade máxima de 760 km/h, com um tecto de 8 900 metros de altitude, e com uma raio de acção de 3 830 km. O "Orion" pode receber, nos suportes internos e externos, até 9 toneladas de equipamento e armamento (compreendendo torpedos, cargas de profundidade, mísseis, sonobóias, etc)

A FAP adquiriu originalmente, em Setembro de 2010, um conjunto de cinco aeronaves P3-C Orion à Holanda (matrículas 14807 a 14811), que submeteu à modernização ("Capability Upkeep Program", CUP) para a variante P-3C CUP+ . Entre outros melhorias, esta variante compreende um sistema de autoprotecção MLWS ("Missile and Laser Warning System"), que assegura a detecção de ameaças e actuação de contra-medidas, bem como sensores e sistemas de comando e controlo integrados e modernizados.

Foto via FAP

Comentários

Mensagens populares deste blogue

SUBMARINO ESPANHOL DISPARA TORPEDOS DE ENSAIO

"DRONE" DE FABRICO PORTUGUÊS NA UCRÂNIA

KA-52 NO ASSALTO AO AEROPORTO "ANTONOV"