EXERCÍCIOS DE ARMAS-COMBINADAS EM 1950 EM SINTRA-CASCAIS


Sintra - Cascais, Portugal
1950

Exercício de armas-combinadas das Forças Armadas de Portugal, em 1950, com tiro de fogo-real, nos concelhos de Sintra e Cascais, junto a Trajouce, Manique, Bicesse, Alcoitão, Alcabideche, Zibreira, Mucifal, Colares e Praia da Maçãs. No filme podemos acompanhar o avanço de carros de combate e de viaturas blindadas em estrada e pelo campo (derrubando muros de pedra e progredindo sobre terrenos agrícolas e atravessando povoações rurais), em progressão com infantaria; manobra de uma força montada a cavalo; a operação de artilharia de campanha, anti-carro e anti-aérea; aviação a baixa altitude; e ainda a operação de bateria de artilharia de costa.
O filme documenta a operação de carros de combate m/1946 A27 "Centaur" Mk.I (de 27 toneladas, com uma peça Ordnance QF de 57mm, com 74 munições, e duas metralhadoras Besa de 7.92 mm, com 5 500 munições), viaturas blindadas m/1942 TP4 Bren "Universal Carrier" (de 3 toneladas, de topo aberto).
Em termos de artilharia, podemos observar o obus 10,5 cm leFH 18 ("leichte FeldHaubitze 18"); a peça anti-carro QF 6 libras, 57mm, 7 cwt, mk.4 com freio de boca ("muzzle break"); a peça anti-aérea m/940 Vickers QF de 3,75 polegadas (94mm); e ainda o morteiro m/937 French Brandt de 81mm
No armamento ligeiro de infantaria e armas de apoio podemos observar a espingarda m/937 Mauser em calibre 7.92×57mm Mauser; a pistola metralhadora m/942 Styer em calibre 9mm; e a metralhadora m/938 Breda Modelo 37, em calibre 7.92×57mm Mauser, em plano próximo, instalada sobre tripé e alimentada por carregadores horizontais de lâminas metálicas de 20 munições.
Podemos ainda observar a acção de carregamento e tiro de artilharia de costa, a partir da 1ª Bateria em Alcabideche, que contava com 3 peças Vickers de 23,4 cm (C23,4/47m/48), a BL de 9,2 polegadas - que conseguiam alcançar até cerca de 30 km com os seus projecteis de 170 kg de massa.
Actuam, em apoio de proximidade, aeronaves Hurricane Mk II C da Aeronáutica Militar, em voo rasante, sendo num dos planos mais aproximados visíveis os seus 4 canhões Hispano de 20 mm (2 em cada asa) e podendo ainda transportar 2 bombas de 226 kg.




A par da Bélgica, Canadá, Dinamarca, França, Holanda, Islândia, Itália, Luxemburgo, Noruega, Reino Unido e Estados Unidos da América, no ano anterior à realização destes exercícios, em 1949, Portugal integrou o grupo de 12 membros fundadores da NATO.
Vídeo via Arquivo Histórico do Centro de Audiovisuais do Exército (CAVE)

Comentários

Mensagens populares deste blogue

SUBMARINO ESPANHOL DISPARA TORPEDOS DE ENSAIO

"DRONE" DE FABRICO PORTUGUÊS NA UCRÂNIA

KA-52 NO ASSALTO AO AEROPORTO "ANTONOV"