EXERCÍCIO ANFÍBIO POLACO


Báltico, Polónia
17 de Abril de 2023

Viaturas blindadas anfíbias BWP ("Bojowy Woz Piechoty"), a variante polaca da viatura soviética BMP-1, com a sua peça de 73mm de alma-lisa, da 9.ª Brigada de Cavalaria Blindada ("9 Braniewska Brygada Kawalerii Pancernej", 89BBKPanc.) da 16.ª Divisão mecanizada do Exército da Polónia, a desembarcarem a partir do navio ORP Toruń (825) da classe Lublin da Marinha da Polónia, no decurso do exercício "Zalew-23" ("Lagoa-23") a 17 de Abril de 2023, no Cordão do Vístula (que separa a Lagoa do Vístula do Golfo de Gdańsk) no Báltico. O local do exercício dista cerca de 15 km da fronteira, a Nordeste, com a província da Federação Russa de Kaliningrad ("Калининград").

O ORP Toruń (825), construído em Gdańsk em 8 de Junho de 1990 e ao serviço desde 24 de Maio de 1991, é um navio de desembarque e plataforma de projecção de minas, da classe Lublin da Marinha da Polónia, que desloca 1 675 toneladas, com 95,8 metros de comprimento, 10,8 metros de boca e 2,38 metros de calado. Com uma guarnição de 37 elementos, é propulsionado por 3 motores Cegielski-Sulzer 6ATL25D (de 1 770 hp cada), consegue alcançar uma velocidade máxima de 16 nós e tem um alcance operacional de 1 570 km. Conta com dois reparos ZU-23-2MR, com canhões duplos automáticos de 23mm, com dois lança-mísseis de defesa antiaérea Strela-2M e com 9 plataformas de lançamento ŁWD 100/5000 para projecção de cordões explosivos de remoção de minas (para desimpedir praias minadas).

No seu perfil operacional de projecção de minas, pode transportar até 134 minas navais. No seu perfil de navio de desembarque pode transportar até 9 carros de combate ou viaturas blindadas. A Marinha da Polónia possui actualmente um total de 5 navios desta classe (números de amura 821 a 825, com entradas ao serviço de 1989 a 1991), sendo o ORP Toruń o mais recente dos mesmos.

Foto via "9 Braniewska Brygada Kawalerii Pancernej" (89BBKPanc.)

Comentários

Mensagens populares deste blogue

SUBMARINO ESPANHOL DISPARA TORPEDOS DE ENSAIO

"DRONE" DE FABRICO PORTUGUÊS NA UCRÂNIA

KA-52 NO ASSALTO AO AEROPORTO "ANTONOV"