MANOBRAS ANFÍBIAS NA POLÓNIA


Płociczno-Tartak, Suwałki, Polónia
Novembro de 2022

Manobras anfíbias, em finais de Novembro de 2022, no âmbito do exercício anual TUMAK, por parte da 16.ª Divisão Mecanizada ("16 Dywizja Zmechanizowana") do Exército Polaco no Lago Wigry em Płociczno-Tartak na região de Suwałki, no Nordeste da Polónia, a cerca de 40 km da fronteira, a Norte, com a província da Federação Russa de Kaliningrad ("Калининград").
O exercício TUMAK, que terminou a 25 de Novembro de 2022 e que se realizou sob coordenação do Comandante da 16.ª Divisão Mecanizada, o Brigadeiro Wojciech Ziółkowski, envolveu a sua unidade com várias sub-unidades aliadas afectas ao "NATO enhanced Forward Presence Battlegroup Poland" (NATO eFP BG Poland), estabelecido desde 2017.




No decorrer do vídeo, e por ordem cronológica, podemos observar: uma viatura blindada anfíbia 4x4 BRDM-2 M96/M97 "Żbik" (uma modernização polaca da viatura soviética BRDM-2); uma viatura de transporte anfíbia PTS-M polaca transportando uma viatura 4x4 Supacat HMT400 "Jackal" 2 dos "Royal Lancers" do Reino Unido; carros de combate M1A2 SepV3 "Abrams" do 3.º Batalhão ("Warhorse") do 8.º Regimento de Cavalaria dos Estados Unidos; uma viatura blindada anfíbia BWP-1 (a variante polaca da viatura soviética BMP-1); uma ponte flutuante sobre o lago, com apoio de barcos de manobra, com duas viaturas blindadas polacas 4x4 AMZ Żubr-P; um militar polaco, afecto à defesa anti-aérea, com um MANPADS ("Man-portable air-defense systems"), um míssil terra-ar portátil PPZR "Grom"; atravessando o bosque, uma viatura blindada polaca, 8x8, KTO Rosomak WD, variante de comando, com plataforma anterior elevada e os seus lançadores quádruplos de granadas de fumo; e, a desembarcar da ponte flutuante, 2 viaturas polacas 8x8, KTO Rosomak, variante base.
Vídeo por 16.ª Divisão Mecanizada ("16 Dywizja Zmechanizowana") do Exército Polaco

Comentários

Mensagens populares deste blogue

SUBMARINO ESPANHOL DISPARA TORPEDOS DE ENSAIO

"DRONE" DE FABRICO PORTUGUÊS NA UCRÂNIA

Formação de 6 navios da Marinha da Federação Russa acompanhados por meios aeronavais da Marinha e Força Aérea Portuguesas