REMOÇÃO DE CARRO-DE-COMBATE T-72


Vablya, Kyiv, Ucrânia
5 de Abril de 2022 Um carro de combate T-72 B das Forças Armadas da Federação Russa, de 44,5 toneladas, sendo removido de uma posição defensiva por uma viatura de recuperação de blindados (ARV, Armoured Recovery Vehicle"), BREM-1, das Forças Armadas da Ucrânia, a 5 de Abril de 2022, na aldeia de Vablya ("Вабля"), a cerca de 50 km a Noroeste do centro de Kyiv.
O T-72 B no vídeo teve já retirados todos os blocos de blindagem reactiva da sua torre e da parte frontal do chassis (que podem ser reutilizados em outro carro de combate), bem como as munições da sua peça de 125 mm. É possível observar várias cargas abertas, mostrando as características componentes de cordite (propelente de nitrocelulose e nitroglicerina) em cobertura de cor-amarela em formato "palha", bem como projecteis de perfuração de blindagem (APFSDS-T). A inscrição H-22-00 (H2200) na lateral deste T-72 corresponde à notação "standard" da logística russa para transporte de material pesado via comboio.

O BREM-1, de 41 toneladas, com 3 tripulantes, assente sobre um chassis modificado de T-72 é uma viatura especializada equipada, na lateral esquerda, com uma grua de 4,4 metros (com uma capacidade de 19 toneladas a 2 metros e de 3 toneladas na extensão máxima dos 4,4 metros). Conta com um guincho capaz de 25 toneladas de força base, que pode ser levada até às 100 toneladas. Está ainda equipada com meios de reboque, fixos e flexíveis, com uma capacidade até 50 toneladas. Conta ainda, na sua parte frontal, com uma pá de 3,1 metros de largura, que pode ser usada para remover destroços, abrir caminho em terreno acidentado ou escavar valas de defesa. Transporta consigo ferramentas especializadas, equipamento de soldadura, e com espaço para peças sobresselentes até 1 tonelada e meia. A BREM-1 está armada com uma metralhadora pesada de 12,7 mm.
Vídeo via OSINT

Comentários

Mensagens populares deste blogue

SUBMARINO ESPANHOL DISPARA TORPEDOS DE ENSAIO

"DRONE" DE FABRICO PORTUGUÊS NA UCRÂNIA

Formação de 6 navios da Marinha da Federação Russa acompanhados por meios aeronavais da Marinha e Força Aérea Portuguesas