"CHAIMITES" COM MÍSSEIS ANTI-CARRO


Alcácer do Sal
1988

Três viaturas blindadas 4x4 Bravia V-200 "Chaimite", do Exército Português, equipadas com lançadores duplos de mísseis guiados anti-carro SS-11 (Nord Aviation MCLOS), em exercícios de tiro em Alcácer do Sal, em 1988. Em plano afastado pode ainda ser observada uma viatura ligeira 4x4 UMM (União Metalo-Mecânica).

A viatura blindada 4x4 Bravia V-200 "Chaimite", anfíbia, fabricada pela BRAVIA (Sociedade Luso-Brasileira de Veículos e Equipamentos, SARL), de 6,8 toneladas (em vazio), tem 5,6 metros de comprimento, 2,26 metros de largura e 2,39 metros de altura, podendo transportar até 1+10 militares equipados. Com 2 depósitos de combustível de 250 litros, propulsionada originalmente por um motor Chrysler de 8 cilindros em V, a gasolina, com transmissão manual, viria, em 1986, a receber um motor Cummins, diesel, de 6 cilindros em V, de 155 CV, com transmissão automática. Conseguia uma velocidade máxima de 99 km/h, com um autonomia de 800 km.

O primeiro protótipo da Chaimite foi desenvolvido, c. 1966, nas Oficinas Gerais de Material de Engenharia, em Belém, tendo as primeiras 18 unidades de produção, de um lote de 28 encomendadas em 1967, sido entregues para serviço do Exército Português em finais de 1970 e, em Janeiro de 1971, um primeiro lote de 4 unidades entraria ao serviço no Teatro de Operações da Província Ultramarina da Guiné. A variante que a foto documenta, de 1987, recebeu a designação formal de "AUTO BLINDADO PORTA LANÇA MÍSSEIS CHAIMITE D 4×4 M/67-87 V-200" (referenciada também como V-700 em algumas notações). Terão sido produzidas, nas suas diversas variantes, mais de 600 unidades da "Chaimite" - estando referenciadas ainda no activo no Líbano, na Líbia, no Peru e nas Filipinas.

O míssil SS-11 (Nord Aviation MCLOS), designação nas Forças Armadas dos Estados Unidos da América de AGM-22, foi desenhado em 1953 pela Nord Aviation (França) e produzido até meados da década de 1980. O SS-11 era um míssil anti-carro guiado manualmente, por fio ("Manual Command to Line Of Sight", MCLOS), voando a 190 m/s com um alcance efectivo até aos 3 000 metros. Com uma massa de 30 kg, 165 mm de diâmetro e 1 190mm de comprimento, estava dotado de uma ogiva de 6.8 kg. Foram produzidas variantes para uso anti-carro, de fragmentação, anti-pessoal e anti-navio.

Foto via OSINT

Comentários

Mensagens populares deste blogue

SUBMARINO ESPANHOL DISPARA TORPEDOS DE ENSAIO

"DRONE" DE FABRICO PORTUGUÊS NA UCRÂNIA

Formação de 6 navios da Marinha da Federação Russa acompanhados por meios aeronavais da Marinha e Força Aérea Portuguesas