"AÇOR" DA MARINHA


Oceano Atlântico
5 de Junho de 2022

A guarnição da fragata NRP Corte-Real (F332), classe Vasco da Gama, da Marinha Portuguesa, actualmente afecta à Força Naval Permanente da NATO n.º 1 ("Standing NATO Maritime Group 1", SNMG1), onde se manterá até 16 de Setembro de 2022, operando no Mar Báltico, no Mar do Norte e no Atlântico Norte, conta com um destacamento de sistemas aéreos não tripulados (SANT), vulgo "drones", composto por três sargentos, com formação em operação (pilotagem de Veículos Aéreos Não Tripulados, VENT-AER) e manutenção deste tipo de sistemas.

O equipamento embarcado, da classe "Açor", corresponde a uma plataforma "UX SPYRO", da UAVision (uma empresa portuguesa, com sede em Bonabal, Ventosa, Torres Vedras, que desenvolve sistemas e subsistemas aéreos não tripulados desde 2005).

O "UX SPYRO" trata-se de um "drone" de descolagem e aterragem vertical ("Vertical Take-Off and Landing", VTOL), com 1131mm de envergadura e 664 mm de altura, equipado com 4 motores que propulsionam hélices CFD de baixo ruído; conta com AHRS ("Attitude and Heading Reference System"), que fornece orientação 3D usando dados giroscópicos, acelerómetro, magnetómetro, barómetro e de GPS assegurando a precisão do seu voo; com um alcance operacional de 15 km, e um tecto de serviço de 3 000 pés ( 914 metros ), tem uma velocidade máxima de 55 km/h e pode operar durante 1 hora; pode transportar um "payload" até 4 kgs, compreendendo diferentes sensores e equipamentos de vigilância e recolha de imagem.

Foto via Marinha Portuguesa

Comentários

Mensagens populares deste blogue

SUBMARINO ESPANHOL DISPARA TORPEDOS DE ENSAIO

"DRONE" DE FABRICO PORTUGUÊS NA UCRÂNIA

Formação de 6 navios da Marinha da Federação Russa acompanhados por meios aeronavais da Marinha e Força Aérea Portuguesas