OPERAÇÃO "DANÚBIO"


Checoslováquia
1968

Na noite de 20 para 21 de Agosto de 1968, as Forças Armadas do Pacto de Varsóvia, lideradas pela União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS | CCCP), sob direcção do secretário-geral do PCUS, Leonid Ilyich Brezhnev, lançam a Operação "Danúbio" ("Дунай", "Dunay") para a invasão da Checoslováquia, numa acção de armas-combinadas, com um efectivo estimado em mais de 250 000 mil homens, 2 000 blindados e 800 aeronaves.

As forças lideradas pela URSS dividiram o seu efectivo em dois grandes grupos, por critério geográfico de entrada no País: (i) um grupo a Norte, comandado pelo Gen. Ivan Pawłowski, com entrada através da Alemanha de Leste (RFA) e da Polónia; e (ii) um grupo a Sul, comandado pelo Cor. Gen. Konstantin Prowałow, com entrada pela Hungria e pela Ucrânia. Os diferentes meios envolvidos na Operação "Danúbio", em especial viaturas, blindados e carros-de-combate, apresentavam pintada uma risca branca, larga.

O avanço das forças terrestres foi antecipado por uma acção clandestina de forças especiais (Spetsnaz GRU) que tomaram o aeroporto internacional Ruzyne (hoje Václav Havel), em Praga, numa manobra de infiltração prévia. O avanço das forças da URSS alcançou rapidamente as principais cidades da Checoslováquia, tomando os respectivos centros de comunicação e controlo, e sem praticamente resistência das Forças Armadas Checas, sendo Praga, sob intenso protesto popular, ocupada logo a 21 de Agosto.

O líder do executivo checo, Alexander Dubček, é detido, junto com outros membros do seu gabiente, pelas Forças Armadas da URSS no dia 21 de Agosto (e transportados para Moscovo). A 27 de Agosto são transportados de volta a Praga e anunciam a alteração do seu programa de Governo, decorrente da assinatura do "Protocolo de Moscovo" ("Moskevský protokol", em checo) e, volvidos 8 meses, em Abril de 1969, abandonaria o cargo. A presença das Forças Armadas da URSS manteve-se no território até 1991, com um efectivo superior a 150 000 homens.

Fotos e mapas históricos via OSINT
Edição e composição por "Espada & Escudo"

Comentários

Mensagens populares deste blogue

SUBMARINO ESPANHOL DISPARA TORPEDOS DE ENSAIO

"DRONE" DE FABRICO PORTUGUÊS NA UCRÂNIA

Formação de 6 navios da Marinha da Federação Russa acompanhados por meios aeronavais da Marinha e Força Aérea Portuguesas