"ELITE" DE ASSALTO ANFÍBIO


Harstad, Noruega
2 de Fevereiro de 2016

Operacionais do 539.º Esquadrão de Assalto, uma unidade "elite" dos "Royal Marines", parte das Forças Armadas do Reino Unido, a 1 de Fevereiro de 2016, num exercício de assalto anfíbio, com recurso aos seus "Offshore Raiding Craft (ORC)", em pleno Circulo Polar Ártico na região de Harstad, na Noruega, sob o enquadramento do exercício "NATO Cold Response 16".

Os "Offshore Raiding Craft (ORC)" são embarcações construídas pela Holyhead Marine Services (País de Gales, Reino Unido), com 9,1 metros de comprimento e 2,9 metros de boca, com um peso de 4 760 kg com 2 tripulantes - pondendo chegar até às 6 toneladas em carga completa com 12 militares (1 piloto, 3 artilheiros e 8 militares completamente equipados). Estão equipadas com dois motores gémeos Steyr M0256K43 de 250 hp cada, capazes de levar o ORC a uma velocidade máxima de 32 a 39 nós, e com um alcance até 200 milhas (cerca de 370 km). Podem ser armadas, conforme as variantes, com uma metralhadora em posição frontal (simples ou dupla) e, em duas posições à popa, com uma metralhadora e uma metralhadora pesada ou com um lança-granadas automático de 40mm.

O 539.º Esquadrão de Assalto ("539 Raiding Squadron Royal Marines"), formado em 1984, e composto por mais de 1 centena de operacionais, é uma unidade de "elite", especializada em assalto anfíbio, e que já esteve envolvida em Teatros de Operações como o Iraque ou a Somália. A sua designação remonta à unidade com o mesmo número envolvida nos desembarques em "Gold Beach" da Normandia, em 1944, no decurso da 2.ª Guerra Mundial.

Foto por Donny Osmond | MoD UK

Comentários

Mensagens populares deste blogue

SUBMARINO ESPANHOL DISPARA TORPEDOS DE ENSAIO

"DRONE" DE FABRICO PORTUGUÊS NA UCRÂNIA

Formação de 6 navios da Marinha da Federação Russa acompanhados por meios aeronavais da Marinha e Força Aérea Portuguesas